70 ANOS DO SESI COM AMPLIAÇÃO DE SERVIÇOS

/, Estado/70 ANOS DO SESI COM AMPLIAÇÃO DE SERVIÇOS

70 ANOS DO SESI COM AMPLIAÇÃO DE SERVIÇOS

Ana Carolina Fonseca Prado, 14, acabou de concluir o 9º ano do ensino fundamental na Escola SESI Padre Francisco Luppino, em Parintins, e já se classificou em 8º lugar para o ensino técnico em Mecatrônica no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado Amazonas (IFAM) em Manaus. A opção pelo curso foi despertada nas aulas de robótica que recebeu e faz parte da grade curricular das escolas SESI, instituição que no Amazonas completa 70 anos de atividades no próximo 1º de janeiro.

A aluna está entre os 1.812 estudantes de ensino fundamental do Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas) que, em 2018, realizou 11.693 atendimentos em educação. Os números foram apresentados pelo presidente da Federação das Indústrias e diretor regional do SESI Amazonas, Antonio Silva, ao destacar que em 2019 o SESI continuará investindo na inovação, educação e na saúde e segurança do trabalhador.

Para 2019, estão previstos investimentos ao redor de R$ 43 milhões para educação e acima de R$ 29 milhões para a Saúde e Segurança na Indústria.

Neste ano, o programa de Educação Continuada do SESI Amazonas, líder em atendimentos, matriculou 5.547 alunos. Educação de Jovens e Adultos recebeu 2.517 alunos. Do berçário ao Ensino Fundamental e Médio (Educação Básica), a instituição atendeu 3.629 alunos.

O SESI funciona com cinco escolas, sendo duas em Manaus, e três localizadas nos municípios de Iranduba, Itacoatiara e Parintins. Em Manaus a Escola SESI Dr. Francisco Garcia (Creche do SESI) destacou-se com 1,7 mil crianças.

Robótica no dia a dia dos alunos

Um dos diferenciais das escolas SESI é o ensino com a robótica educacional, desde 2013. Em junho, duas escolas se destacaram em nível nacional, a Escola SESI Abrahão Sabbá, em Itacoatiara, com a equipe “4Legends”, e a Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa, em Manaus, com a equipe “Genius.com”,  conquistaram respectivamente  o 1º e 3º  lugar no Desafio de Robótica na Indústria, em Brasília.

A etapa Amazonas da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) também rendeu premiação (3º lugar) para a equipe “Team Prodixy” da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa. “O incentivo na participação dos torneios é constante entre os alunos do SESI e isso traz bons resultados em sala de aula. A ideia é não prender os alunos no convencional e despertar o interesse em áreas como matemática, física, ciência e engenharia”, ressaltou Antonio Silva.

O preparo envolve também as competições voltadas para os concursos de matemática, com a Olimpíada Canguru 2018, em que pelo menos 141 alunos do SESI Amazonas foram contemplados com medalhas de ouro, prata e bronze na competição que ocorreu em março com escolas da capital e do interior.

A Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP) classificou dois alunos das Escolas SESI, um da capital e outro de Parintins, entre os cinco melhores alunos do Amazonas entre as escolas privadas. Em 2019, a exemplo do que ocorreu em 2018 em Iranduba, está prevista a integração da Escola SESI David Nóvoa Alvarez com a Agência de Treinamento SENAI Elias Jacob Benzecry, a Escola SESI Abrahão Sabbá, de Itacoatiara, vai compartilhar, a partir de janeiro, seu espaço com a Agência de Treinamento SENAI Ernesto Talheimer, que funciona há mais de 22 anos no município.

O compartilhamento de espaço entre unidades SESI-SENAI, tendência iniciada com o projeto de Parintins, de acordo com Antonio Silva, é uma forma de otimizar espaços e reduzir custos operacionais.

SESI e SENAI também serão parceiros, a partir de 2019, em outra frente: a implantação do Novo Ensino Médio, com a oferta integrada do ensino regular com um curso técnico, o que representa oportunidade para o aluno antecipar seu ingresso no mercado de trabalho com uma profissão, além da preparação para avaliações externas, como PSC, SIS, ENEM e vestibulares.

Em Parintins, a Escola SESI Padre Francisco Luppino colheu bons frutos dos cinco anos de trabalho da escola no município. Seis alunos da primeira turma de 9º ano da escola foram aprovados para cursar o ensino médio integrado aos cursos técnicos de informática, administração e mecatrônica no IFAM em 2019.

Promoção da saúde do trabalhador

“Além dos resultados positivos em educação, queremos que o SESI comemore suas sete décadas de existência com ótimos resultados também na área da saúde”, disse o presidente. O SESI oferece 18 especialidades médicas e 11 odontológicas, e está equipado para fazer do mais simples exame laboratorial aos complexos exames de imagem, do Raio X à Ressonância Magnética.

Dos mais de 550 mil atendimentos em saúde que o SESI realizou neste ano, 129.472 foram registrados em especialidades médicas. Mais 91.807 atendimentos em saúde bucal e 73.057 exames de auxílio ao diagnóstico. Em Saúde e Segurança do Trabalho (SST), o SESI  atendeu 66.184 pessoas, em maioria trabalhadores sob contrato com 2.587 empresas.

No 70º ano de atividades no Amazonas, o relacionamento da instituição com os clientes promete uma guinada de 360 graus a partir da área de Saúde e Segurança do Trabalho, que passa a integrar o programa SESI Viva+.

Com a plataforma SESI Viva+, as empresas do PIM clientes do SESI poderão fazer a gestão dos indicadores de Saúde e Segurança do Trabalho, informações trabalhistas, previdenciárias, tributárias e fiscais. A plataforma está integrada ao eSocial, sistema que unifica, padroniza e torna 100% digital a comunicação de contribuições previdenciárias, folha de pagamento, acidente de trabalho, FGTS, entre outras informações, abrangendo quatro milhões de empregadores e 44 milhões de trabalhadores em todo o país. “Esperamos que as empresas aproveitem o SESI Viva+ para bem gerir a saúde do trabalhador”, disse Silva.

 

Com informações da assessoria de imprensa

2018-12-28T11:27:23+00:00dezembro 28, 2018|Central MSKTV, Estado|