Num País com mais de 13 milhões de desempregados, uma Previdência falida, escolas sucateadas, hospitais sem remédios, bandidos soltos e armados, gente passando fome, estradas esburacadas e mais um milhão de mazelas que não cabem em um texto, por qual razão tanta gente passa o dia todo nas redes sociais se xingando? Se você votou no Bolsonaro ou quer ver o Lula Livre, não se esqueça que antes de gritar por políticos, grite pelo Brasil, pelo cidadão, pelos direitos de todos de viver uma vida com qualidade, seja andando pela esquerda ou pela direita.

TORCIDA

Nesta quinta-feira a caravana do PT estará em Manaus. Haddad, candidato derrotado por Bolsonaro, vai às ruas defender a libertação do companheiro preso. Domingo, será a vez de um grande ato de apoio a Bolsonaro na Ponta Negra, a favor das reformas e do que o capitão defende. Sabe como se chama isso? Democracia. Foi para isso que muitos brasileiros foram às ruas nos anos 80, quando pediram o “Diretas Já”. Hoje, mais de 30 anos depois do fim da Ditadura Militar, a geração da internet parece que escolheu o Face, o Zap, o Insta e o Twitter como campo de guerra inútil.

FAROFA

Não parece inteligente deixar de brigar pelo Brasil e assumir a defesa dos políticos. Lembrem-se que todos eles são pagos com o dinheiro dos impostos de vocês. Se o Estado não é capaz de fornecer segurança, educação, saúde e todos os demais serviços que lhe são obrigatórios, é sinal que você, dono da porra toda, não é capaz de fiscalizar, cobrar e mostrar à classe politica que está atento e ciente dos direitos e deveres constitucionais. E isso não depende Lula, Bolsonaro ou se é noite de Lua Cheia ou Minguante. Depende essencialmente de você, que fica gastando o dedo no teclado do celular e do computador como se a vida fosse melhorar num passe de mágica a cada postagem nas suas redes sociais. Acorda, Alice!!