O adiamento das Olimpíadas de Tóquio para 2021 deve custar cerca de R$ 13 bilhões aos cofres do Japão. O principal problema é a renegociação de contratos e manutenção de arenas.

Os jogos olímpicos estavam previstos para ter início no dia 24 de julho, mas tiveram que ser adiados devido ao risco do contágio do novo coronavírus (covid-19). A decisão tem como base as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

No Japão, 1.983 pessoas já foram infectadas pelo covid-19 e 54 morreram. Na última quarta-feira (25) a governadora de Tóquio pediu que os moradores evitem sair de casa após disparo no número das infecções.