Fora dos campos, Adriano Imperador se envolveu em mais uma polêmica, que terminou em caso de polícia. A confusão da vez aconteceu na madrugada do último domingo para a segunda, dentro da boate Vitrinni Lounge, na Barra, Zona Oeste do Rio. Segundo um boletim de ocorrência feito na 16ª DP (Barra) pelo promoter Yuri Monteiro, de 27 anos, Adriano teria tentado agredi-lo e foi contido por amigos e seguranças do local. O Imperador ainda teria jogado um copo no rapaz e feito ameaças, dizendo: “Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado”. A queixa foi registrada como ameaça.

Segundo o autor da queixa, o motivo das ameaças seria pelo fato de Yuri ser amigo de Micaela Mesquita, uma ex-namorada de Adriano. À polícia, o promoter informou que teve que deixar a boate pela porta dos fundos por volta das 3h30 da manhã, com medo de ser agredido. A investigação vai pedir para ver as câmeras de segurança do interior da boate.

O promoter conta que já frequentou festas na casa de Adriano, mas que nunca foi próximo do jogador. Ele lembra que uma vez Micaela mandou uma foto dos dois juntos, como amigos, para o Imperador: “Acho que ele não gostou de ter visto essa foto e ficou com raiva de mim”. Segundo Yuri, Micaela também estava na boate no dia em que a confusão ocorreu.