A lista negra do revanchismo de Amazonino, onde Otávio Raman Neves – presidente da TV e jornal Em Tempo divide o primeiro lugar com outro matutino, por alguns instantes novos nomes foram incluídos e excluído (Omar, Alfredo, Eduardo mais a torcida do Flamengo) quando o velho Negão chamou sua sobrinha do coração Mônica Mendes para a missão Educandos e mandou Alfredinho Chupa Chupa abrir os cofres da Sefaz para atender as vítimas da tragédia no Educandos. Puro amor que só faz grandeza espiritual?

“Eu voltarei!”

É essa a lógica da presença que aparece no imaginário coletivo da população, onde o prefeito Arthur Neto deita e rola, na chuva, no sol e até no fogo. Mas, foi na decisão de doar 1 salário mínimo a cada família, que o governador Amazonino diz que ama todo mundo e não precisa falar mal de seus inimigos e só depende da proteção de Deus e da ajuda do povo para se aposentar. Mas, na verdade, todo amor de Amazonino está centrado no futuro próximo e de olho na cadeira do prefeito Arthur Neto. Carente do poder, já começa fazer e falar o que o povo gosta de ver.

Então morra!

O consciente de que vai ser muito difícil ganhar em 2020, o governador partiu com tudo pra cima da tragédia como o Salvador da Pátria. Depois de quatro mandatos de governador e dois de prefeito e um senador, um tampão e uma universidade e planos mirabolantes de progresso para o Amazonas, o governador no afã de voltar ao cargo a qualquer custo e preço parte para um tudo ou nada para ocupar espaço na mídia e no coração da moçada.

Ninguém Merece!!!!

  • Atento a derrota de capote para Wilson Lima no contrapé, a ponto de não saber a diferença entre pesquisa encomendada e comprada, o Negão aposta num desastre administrativo do governo Lima.
  • É evidente que vai trabalhar nos bastidores jurídicos para forçar uma nova eleição, no embate direto, o prefeito leva vantagem no verbo e em argumentos, enquanto o Negão ainda não entendeu a diferença entre perdeu e pronto.
  • Na TV, a imagem de Arthur é nas ruas tapando buraco e junto com a população. A de Amazonino foi repaginada e dinamizada e suavemente suprimida por outras contra seus adversários na última disputa.
  • O ar doentio e raivoso foi substituído pela doçura que só a compulsão pelo poder pode explicar. E nada como ter uma sobrinha carismática para fazer a Mídia com o povão.
  • Agora é só incorporar o bom descanso e torcer para que nada dê certo com Wilson e Arthur, de pijama na rede.