“ATÉ QUANDO MEU DEUS?” – Lata d’água na cabeça novamente

//“ATÉ QUANDO MEU DEUS?” – Lata d’água na cabeça novamente

“ATÉ QUANDO MEU DEUS?” – Lata d’água na cabeça novamente

Pôncios Pilatos

Manaus Ambiental lava as mãos com a falta d’água

Atentos com absoluta exclusividade aos próprios umbigos eleitorais, a classe política reage com indiferença aos problemas graves do cotidiano do cidadão. Dois deles, os mais graves são: falta de energia e a falta de água, comum em mais de 50 pontos de todas as zonas da cidade.

Nesta quarta, dia 7, do Seu Sete na Umbanda, mais de 50 bairros e conjuntos nas zonas Oeste, Leste, Sul e Centro-Sul de Manaus ficaram sem água e, de vez em quando, também na segunda, na terça, na quinta, no sábado e também no domingo. Coisa de maluco mesmo.

Segundo a famigerada Manaus Ambiental, a parada programada ocorre para a instalação de geradores, para evitar problemas causados por oscilações de energia. Ou seja: o problema da falta d´água é decorrente da “energia elétrica” e não raro nas demais regiões da cidade, onde a população recorre a poços artesianos, com água de qualidade suspeita, para enfrentar a situação crítica de abastecimento do precioso líquido.

Os pontos afetados são abastecidos pelos reservatórios do Mocó e Coroado III. Os trabalhos começaram a partir das 22h e seriam realizados em até oito horas. Após a conclusão do serviço, o abastecimento deveria se normalizar gradativamente em até 24 horas.

Motivo de protesto

Com o silêncio dos inocentes vereadores e deputados, este foi o motivo de protesto por todo o dia de ontem, por força da absolta omissão das respectivas autoridades. Tudo por causa da água, ou melhor, da falta dela! E não adianta dizer que água é problema municipal, ou seja, dos vereadores.

A escandalosa privatização da Cosama, raiz do problema da falta d’água, feita pelo governo estadual com envolvimento da prefeitura, na gestão de Amazonino e Alfredo, respectivamente, e na de Eduardo e Serafim atualmente é um problema universal e que afronta a ética e a dignidade humana. E até hoje não apareceu um político, suficientemente macho para reverter essa situação!

Descaso com o sofrimento dos pobres

Numa verdadeira guerra por água, a população da Zona Leste viveu as consequências perversas desse jogo do empurra, em que uma autoridade grita para a outra: “toma que o filho é teu! ” No passado não tão distante, com a bomba do poço mantido pela Águas do Amazonas queimada e sem os serviços de um carro pipa da Prefeitura de Manaus que vinha distribuir, diariamente, o produto, os moradores foram às ruas exigir que o poço instalado na sede da Associação dos Moradores seja aberto a todos. E não é só isso que atormenta o cidadão. É o descaso e a hipocrisia do poder público que tudo promete e nada de definitivo faz.

Rota da secura total

Santa Luzia

Colônia Oliveira Machado

Educandos

São Lázaro

Betânia

Crespo

Vila Humaitá

Petrópolis

Japiim

Coroado

Armando Mendes

Conjunto Ouro Verde

Tiradentes

Conjunto Petros

Conjunto 31 de Março I e II

Lagoa Verde

Crespo

Distrito Industrial

Nossa Senhora das Graças

Vieiralves

Adrianópolis

Conj. Manauense

Vila Amazonas

Conj. Amazonas

Praça 14

Cachoeirinha

São Francisco

Aleixo

Conj. Ica Paraíba

Conj. Celetramazon

Raiz

Conjunto Costa e Silva

Conj. Eldorado

Conj. Morada do Sol

Cond. João Paulo IV

Cond. Vale do Sol

Jardim Petrópolis

Conj. Adrianópolis

Parque 10

Conj. Anavilhanas

Conj. Castelo Branco

Pq. das Samambaias

Conj. Jardim Yolanda

Bairro da União

CJ Arthur Reis

Jardim Oriente

Shangrila

Parque das Laranjeiras

Presidente Vargas

São Geraldo

Centro

Aparecida

Chapada

São Jorge

Vila da Prata

São Raimundo

Santo Antônio

Conjunto dos Bancários.

Boa cobradora 

A Manaus Ambiental informou, por meio de nota, que trabalhará para concluir o serviço em tempo hábil e reiterou a importância dos moradores dos bairros reservarem água para minimizar o impacto nas atividades cotidianas. A concessionária comunicou ainda que está à disposição para atender aos clientes pelos canais de atendimento, que estão disponíveis 24h, faltou dizer que está fichando os inadimplentes no Serasa e promovendo um verdadeiro assédio moral, via telemarketing, com os devedores de um serviço capenga, maroto e marginal.

 

 

2018-11-08T15:40:15+00:00novembro 7, 2018|Manchete|