“O Bosque da Ciência reabre neste sábado (13) e não fecha mais enquanto nós estivermos na prefeitura”, com essa frase, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, garantiu nesta quarta-feira, 10, a volta da visitação pública no Bosque da Ciência, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), que havia sido suspensa no início desta semana em razão da falta de recursos da instituição federal.

O anúncio da reabertura foi feito durante a assinatura da Carta de Intenção, que oficializou as ações emergenciais a serem tomadas pela prefeitura para manutenção do funcionamento do bosque, realizada no Centro Cultural Palácio Rio Branco, Centro Histórico de Manaus. A solenidade contou com a presença da diretora do Inpa, Antônia Franco.

Ações emergenciais

Por meio da Carta de Intenção, a Prefeitura de Manaus irá fornecer estagiários e bolsistas dos programas Bolsa Universidade e Bolsa Idiomas, para que possam atuar no receptivo à visitação pública do Bosque da Ciência.

Treinamentos de capacitação serão realizados para que os bolsistas e estagiários iniciem as atividades pela equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi/Semad), além do próprio instituto.