Com apenas 10 anos, Daniela Moreira Rachid conseguiu o que muitos adultos tentam durante uma vida. A mineira de Ubá já escreveu e publicou dois livros e um conto. E não pretende parar. A consequente paixão pelas letras começou quando ainda era bem pequenininha. Ela tinha um caderninho e escrevia aleatoriamente histórias escondida dos pais. Até criar coragem e mostrar o que pensava.

A escrita continuou sendo alimentada pela escola em que estuda. “Leio mais de 50 livros por ano. Na minha escola, a gente lê um por semana e um outro a cada mês. E ainda pego outros em casa por diversão mesmo”, conta ela, que mesmo sendo de uma geração conectada ainda prefere o bom e velho papel à tela de um celular.

Tudo começou com “O conto do sorvetinho triste”, que Dani mostrou às amigas no colégio. “Desafiei as meninas a escreverem uma história a partir disso, só que nenhuma delas conseguiu. Só eu. Então, mostrei para os meus pais e eles disseram que iriam me ajudar a fazer um livro e veio o primeiro livro, ‘Uma aventura de Páscoa””, recorda ela, que em suas páginas decidiu falar sobre uma dúvida recorrente na infância: existe coelhinho da Páscoa? No livro da menina, ele surge bem diferentão.