E O BOLSO?

//E O BOLSO?

E O BOLSO?

E O BOLSO?

O anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro de que vai acabar com o Ministério do Trabalho deixou muita gente com a pulga atrás da orelha? A Pasta é responsável pelo cadastro dos trabalhadores, pela fiscalização dos direitos trabalhistas e ainda atua na capacitação de mão-de-obra em todo o País. Eleito com o discurso de que vai enxugar a máquina, acabar com a corrupção e tornar o Brasil um País de oportunidades iguais para todos, Bolsonaro recebeu uma enxurrada de críticas após o anúncio. Já que a corda tende a arrebentar do lado mais fraco, os trabalhadores sentem o laço apertar no pescoço e já temem por uma futura degola autorizada pelo Governo Federal.

IDADE MÉDIA?

As centrais sindicais disseram que o fim do Ministério do Trabalho representa um retrocesso sem precedentes na história do País. A UGT emitiu nota afirmando que a decisão será uma volta á Idade Média. Nunca é demais lembrar que durante a campanha, Hamilton Mourão, vice de Bolsonaro, se envolveu em polêmica ao dizer que o décimo terceiro salário era um problema para os empregadores no Brasil, obrigando o então candidato a afirmar que a chapa não era contra o direito dos trabalhadores.

PERNADA NO SENADO

Antes mesmo de assumir Bolsonaro já recebeu um recado direito do Senado. Horas depois de pedir em uma entrevista coletiva para que os senadores não aumentassem os salários dos ministros do STF, o presidente foi ignorado. Por 42 votos a 16, o reajuste foi aprovado. Agora os Ministros terão um salário de R$ 39, 2 mil por mês, o que representará um rombo de R$ 6 bilhões nas contas públicas.

NINGUÉM MERECE

Wilson Lima fez a primeira visita à Brasília na condição de governador eleito. “Vim a Brasília para me apresentar como um soldado, que tem como missão a defesa das fronteiras e o fortalecimento institucional do Amazonas”. Após o encontro com o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito, ele postou esta frase em suas redes sociais.

O coronel da PM Ubirajara Rosses é o único amazonense que viajou ontem para Israel junto a uma comitiva do Ministério da Segurança. O grupo fará um treinamento de inteligência. Entre os participantes está pessoal do Bope e da Polícia Federal.

Um Balanço divulgado pela Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), nesta quarta-feira (07/11), aponta aumento na produtividade do mês de outubro quando 49 pessoas foram presas e 31 foragidos da justiça foram recapturados durante operações. As prisões cresceram 444% e as recapturas 933% na comparação com o mês de setembro. O problema é fazer o cidadão se sentir seguro nas ruas.

2018-11-08T15:11:25+00:00novembro 8, 2018|Fala Sério|