A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM) recebeu na quinta-feira (19) comitiva de empresários capixabas para Encontro de Negócios – Logística Integrada: Otimização e melhoria nos resultados para as indústrias da Zona Franca de Manaus (ZFM). O evento foi organizado pelo Terca, operador logístico do Entreposto da ZFM no Espírito Santo, com o objetivo de aproximar mais empresas e executivos do Amazonas e do Espírito Santo, visando à melhoria dos processos logísticos, além de ampliar a utilização do entreposto capixaba, localizado em Cariacica, na região da Grande Vitória.

De acordo com o vice-presidente da FIEAM, Nelson Azevedo, o entreposto de Cariacica, no Espírito Santo, já facilita há mais de um ano a destinação dos produtos da Zona Franca para os estados do Sudeste, que respondem por 60% do consumo no Brasil, além de outras regiões do País e até mesmo à exportação.

Disse ainda que recentemente o Terca foi homologado como Operador Econômico Autorizado, por possuir estrutura logística capaz de movimentar produtos de diversos segmentos fabricados por mais de 500 indústrias localizadas na ZFM, tanto para armazenamento quanto para distribuição.

“Para o Polo Industrial de Manaus, é essencial contar com funcionamento do entreposto, que funciona como elo de aproximação dos grandes mercados de consumo. A ZFM é reconhecida como um modelo de sucesso, não apenas por seus acertos no desenvolvimento regional, como também no zelo e proteção da floresta amazônica”, disse Azevedo.

Wine e suas estratégias logísticas

Com a palestra “Logística integrada: otimização e melhoria nos resultados para as indústrias da Zona Franca de Manaus (ZFM)” o presidente e fundador do maior e-commerce de vinhos da América Latina, Rogério Salume, mostrou como chegou ao faturamento de mais de R$ 380 milhões, estando localizado no estado do Espírito Santo, alcançando bons resultados com a ajuda do Estado que está realmente trabalhando junto com o setor privado, governo e academias.

Para Salume, o segredo de seu faturamento está na distribuição e na velocidade de entrega dos seus produtos, quem sabe fazer uma boa distribuição com a velocidade que o cliente espera receber é quem ganha o mercado. Pode ter o melhor produto, o melhor serviço, a melhor marca, mas todas as empresas estão preocupadas com uma coisa em comum, distribuição.

“A gente entrega no Brasil tod, uma garrafa de vinho em qualquer interior desse aqui do Estado do Amazonas, qualquer lugar do Brasil vai receber um vinho da Wine. Porque a gente é uma empresa nacional e a gente não pode se furtar em entregar num país como o nosso, porque a gente tem problema de logística e tal”, disse ele.

Salume começou sua trajetória empresarial com 20 anos de idade, quando rodava toda a região de Vitória de bicicleta vendendo balas e doces para padarias e estabelecimentos, até abrir o seu próprio negócio, que em um ano já atendia 14 mil clientes e 250 mil garrafas entregues. Hoje a Wine atende mais de 10 mil clientes por dia, tem mais de 7 milhões de acessos mensais e mais de 140 mil sócios no Clube de Vinhos do Mundo. “Estar no Espírito Santo nos dá uma condição diferenciada”, frisa Salume.

Com 11 anos de vida, a Wine.com.br já faturou mais de R$ 380 milhões, diversificou sua atuação, criando diversos serviços voltados a nichos, como a Wine2b especializada em atender restaurantes, hotéis e grandes companhias, e entrou para a lista das 50 empresas mais inovadoras do Brasil, ficando em 7º lugar, de acordo com o levantamento realizado pela consultoria DOM Strategy Partners.

Em 2016, Abílio Diniz, um dos maiores empreendedores do Brasil, tronou-se sócio do negócio de Rogério, que atualmente possui mais de 2 mil rótulos em seu catálogo.

Wine conta com oito transportadoras para atender as demandas de seus clientes, entre elas, Azul Cargo, Latam Cargo e GolLog. “Conseguimos chegar em até 48 horas em 876 cidades do Brasil e aí o resto aumentamos até seis ou sete dias, dependendo da escolha do cliente e da cidade”, explica o empresário.