A morte de Johny Oliveira Santos, que tinha 31 anos, na noite deste domingo (1º), deixou os moradores da rua Inglaterra, no bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste, assustados a ponto de não colaborar com a polícia.

Sem querer conversar muito com a polícia por medo de represália, eles se limitaram a contar que Johny já não aparecida no bairro há algum tempo pois estava ameaçado de morte. Quando apareceu nesse fim de semana para visitar parentes, os desafetos aproveitaram para cumprir a promessa.

O suspeito ainda não foi identificado e o caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O corpo foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) nesta manhã.