Após 38 anos vivendo juntos, os indígenas tikuna Nicanor Tamaia, de 100 anos de idade, e Maria Coelho, de 58 anos, finalmente oficializaram sua união durante casamento coletivo realizado no município de Benjamin Constant.

Maria informou que já havia tentado oficializar a união no cartório do município, mas não teve êxito. “A moça que trabalhava lá no cartório disse que não podia porque meu marido era muito velho”.

Nesta semana a Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) vai realizar mais de 800 uniões em casamentos coletivos no município de Benjamin Constant. A ação é realizada em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), Corregedoria do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Prefeitura do município e Governo do Estado.