A cota única e a primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), referentes ao exercício de 2019, renderam receitas da ordem de R$ 113,8 milhões aos cofres do município. Os números foram verificados até o dia 21/3 e, na comparação ao apurado no ano passado, onde o imposto teve a mesma data de lançamento e vencimento, constatou-se um crescimento de quase 12%.

Com a arrecadação, a Prefeitura de Manaus amplia sua capacidade de investimentos com recursos próprios e garante melhorias em ações já anunciadas pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. “Ano passado, Manaus foi a terceira capital do país que mais investiu com recursos próprios, segundo dados do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais de 2018, publicado pela Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda”, relembrou o subsecretário de Receita da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Armando Simões.