O técnico Jesus desdenho do Fluminense após a vitória por 3 a 2 e a vaga garantida na final da Taça Guanabara. Para ele, se não fosse o árbitro, o rival nem entraria no jogo. “Foi um grande jogo. O Flamengo durante uma hora foi uma equipe de alto nível com os dias que tem de trabalho. Foi nosso terceiro jogo, o Fluminense fez o oitavo. Não demos hipótese alguma ao Fluminense. Fizemos três gols, o Fluminense fez um de bola parada e depois o árbitro quis que o Fluminense entrasse no jogo. Jogar no nível que o Flamengo jogou hoje é muito difícil de parar. Mas ainda não temos pique para todo o jogo”, disse Jesus, antes de completar:

Jesus afirma que se mantivesse o pique, o time meteria 6 a 0. “Quem controla o impedimento? É o árbitro. Eles fizeram os gols e nitidamente o árbitro quis que o Fluminense entrasse no jogo. A partir daí, acreditaram que poderiam buscar o 3 a 3, ganharam emocionalmente e terminarem o jogo atuando no limite do risco. Para o Flamengo, jogar por 3 a 2 ou 3 a 1, o importante é manter o estilo de jogo. Estamos em evolução e jogamos para ganhar os jogos. Não há nenhuma equipe do mundo que jogue os 90 minutos em cima do adversário. Se fosse, não seria 3 x 0, seria 6 x 0”.