Dizem os psiquiatras americanos: “…tudo que Mary diz de Joseph reflete mais quem é Mary do que propriamente Joseph.” Foi exatamente isso que aconteceu entre João Doria, governador de São Paulo e Jair Bolsonaro Presidente da República, nesta quarta-feira . No final da conversa, ou bate-boca, Dória, através das redes sociais, acusou Bolsonaro de politizar a discussão sobre os problemas do Coronavírus. Ora, para o observador mais atento, especialmente para quem conhece a estória do governador Paulista, os psiquiatras Americanos tem absoluta razão. Dória é um político sagaz, e um vendedor de falsas promessas conhecido de todos. É aquele cara que, na hora do apuro, vende a própria mãe e não entrega. Claro, se entregasse teria prejuízo em suas trapalhadas e negociatas. Entre suas medidas populistas, está a doação de R$50,00 para cada família abaixo da linha da pobreza que tenha filho na escola pública paulista. Se isso não for fazer política, os manuais da canalhice eleitoral precisam ser revistos, principalmente nos Manuais de Redação da Rede Globo e demais jornais alinhados contra o presidente.

Demagogia é sinal de covardia

O presidente Bolsonaro acusado de ter confundido a opinião pública, pela desesperada emissora da família Marinho, respondeu no fígado do governador paulista: ” Até agora, estimamos que 40 milhões de trabalhadores autônomos já sentem as consequências do Brasil parado. Parada também está a economia fazendo com que o povo tenha que enfrentar em breve um mal maior do que o vírus.” E demonstrou que é mais fácil fazer demagogia- diante de uma população assustada- do que falar a verdade. Isso custa popularidade, mais não estou preocupado com isso, disse o presidente. E continuou: ”aproveitar-se do medo das pessoas para fazer politicagem no momento como esse é coisa de covarde!!! E esse tipo de demagogia acelera o caos”.

Picareta Social de crachá

Durante a última campanha política para governador e presidente, João Dória vestia a camisa do candidato Jair Bolsonaro, com os dizeres: 17 BOLSODORIA 45. A ruptura surgida, de uma hora para outra, representa o plano de João Dória para 2022. Este picareta social, como é chamado por Jorge Kajuru, senador por Goiás, não tem ética nem limites. Derruba adversários e obstáculos para conseguir, a qualquer custo, seus propósitos sombrios. Já processou o Senador Kajuru 3 vezes, para esconder as revelações escandalosas feitas sobre seu passado por parte do parlamentar goiano.