Dois dias após matar com uma facada no pescoço o idoso Gelson Oliveira da Silva, o assaltante que cometeu o crime em plena luz do dia na rua Nova Mutum, bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus, continua solto e sequer foi identificado. Gelson era bombeiro hidráulico e estava na parada esperando o ônibus para ir trabalhar, quando foi abordado, não reagiu e mesmo assim foi morto.

Nas redes sociais a família continua postando mensagens de dor e muito sofrimento pela morte covarde do idoso. O crime acontece por volta das 14h30.  A vítima foi para o Hospital e Pronto-Socorro Chapot Prevost, mas não resistiu. “E hoje a tristeza toma conta do meu coração 💔😭😥
Nunca imaginei passar por isso, meu guerreiro, meu pai… Ao senhor devo tudo que sou, pois me ensinou a ser a mulher independentes que sou, hoje a dor é enorme, imensurável, Como pode alguém tirar a vida de uma pessoa assim a sangue frio?!”, escreveu a filha da vítima.

a polícia segue investigando mais esse crime, mas até agora nada de prender o bandido.