Alex de Souza Façanha, de 37 anos, mais conhecido no mundo do crime como “AK”, uma referência ao fuzil AK-47, e o braço direito dele Luciano Lopes Lavor, 24, foram presos na noite desta quinta-feira (7/11), na avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, quarta etapa do bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital, após policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), o reconhecerem.

De acordo com tenente Fernandes da Rocam, ele é o principal fornecedor de armas para facções que atuam no Estado. Ainda segundo o militar as investigações apontam que ele é quem teria fornecido o armamento utilizado por criminosos durante confronto no bairro Crespo, que terminou com 17 integrantes da Família do Norte (FDN) mortos.

 

“AK é conhecido por fornecer armamento pesado para as facções. Nós já imaginávamos encontrar alguma coisa com ele. Inclusive, no celular dele haviam várias fotos de armas do seu arsenal particular. Ele disponibilizou armas para o episódio que terminou com várias mortes no Crespo, no último dia 30 de outubro”, relatou o tenente que explica que “AK” é quem faz contabilidade, distribuição de drogas e armamentos para a FDN, principalmente na região da Zona Leste.

 

A prisão caso ocorreu na tarde de quinta-feira (7/11), por volta das 16h. E durante a revista, foi encontrada com a dupla, uma arma de fogo, calibre 38. Na ação policial, os indivíduos informaram que havia outra arma escondida na casa de um deles e a equipe policial se deslocou até o endereço supracitado, onde foi encontrada uma segunda arma, com numeração suprimida.

Alex e Luciano foram conduzidos ao prédio do 14º DIP, onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.