MAS QUE CACETE!

//MAS QUE CACETE!

A partir desta sexta-feira (13), as linhas 111, 125, 541, 407 e 623, no trajeto bairro/Centro, retornarão na rua Simão Bolívar, ao lado da Praça da Saudade, Centro. O objetivo da reengenharia no planejamento operacional feito pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) é melhorar a fluidez de tráfego na área central da cidade, otimizar o tempo de viagem e aumentar a frequência das linhas.  A mudança já foi realizada em outras nove linhas. Os ônibus que terão o itinerário alterado, antes de chegar à Praça da Saudade, fazem integração no Terminal da Constantino Nery (T1). Segundo a SMTU, como opção do T1 para o centro da cidade, os usuários poderão embarcar em 27 linhas que totalizam 194 veículos. Para o retorno ao bairro, os usuários poderão embarcar em qualquer linha do Centro em uma parada seletiva com destino ao T1 e realizar a integração com sua linha de origem. A mudança desta sexta-feira já havia sido anunciada para acontecer no início de junho, porém, foi adiada devido ao movimento grevista nacional dos caminhoneiros e a paralisação no sistema de transporte coletivo da capital.   Para informar os usuários sobre as mudanças, funcionários da SMTU iniciaram nesta terça-feira (10) um trabalho de divulgação no T1, por meio de panfletos e abordagem aos usuários, para explicar os motivos e necessidades das alterações.

É curso gratuito que fala

A Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), abre nesta quarta-feira (11) inscrições para cursos e oficinas gratuitos nas áreas de informática e alimentos. São 166 vagas e as inscrições seguem até o dia 21 de julho. E  devem ser feitas na sede da Semtrad, na rua Rio Jamary, 77, conjunto Vieiralves, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul, das 8h às 13h. Os interessados devem levar a cópia e o original dos seguintes documentos: RG, CPF, Comprovante de Residência. Segundo a secretária da Semtrad, Ananda Carvalho, os cursos são oferecidos a partir do projeto Empreende Manaus, que traz oportunidades de qualificação profissional, muitos deles, gerando renda imediata para o trabalhador. Os cursos são frutos de emendas parlamentares e, por isto, alguns são direcionados para públicos específicos, como oficinas e cursos exclusivos para mulheres. Para mais informações, ligar para o Departamento de Qualificação Profissional da Semtrad pelo número (92) 3631-2675.

Pega o beco moçada

Um impasse judicial pode deixar centenas de indígenas desalojados em uma comunidade no bairro Grande Vitória, Zona Leste de Manaus. Um mandado expedido pela Justiça do Amazonas determinou que o grupo, composto por pessoas de mais de 10 etnias, saia da área pertencente à Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Os indígenas buscaram apoio nesta terça-feira (10) no Ministério Público Federal (MPF) e na Defensoria Pública da União (DPU), onde mais de 100 deles estiveram no órgão para falar sobre o problema na área. Eles afirmam que uma liminar deferida pela Justiça Estadual dá um prazo de 15 dias para todos saírem do terreno.  Os indígenas estão no local há cerca de dois meses, porém, se sentem amedrontados com a possibilidade de serem expulsos da terra. “Queremos uma moradia digna. O terreno foi doado e cedido pela dona, e hoje apareceu outro dono e quer nos tirar de lá. Esse povo aqui é só um terço de quem está lá. Já existe uma liminar e estamos correndo atrás para derrubar essa liminar. Se não quebrar (a liminar), vamos acampar no meio da rua. A gente quer fazer valer nossos direitos como indígenas. Se tem direitos para haitianos e venezuelanos, por que não tem para os filhos da terra?”, questionou o cacique Onça-Preta, da etnia Mura.

Vovó já dizia, estuda!

Onze cursos de extensão gratuitos oferecidos pela Faculdade Martha Falcão | Wyden iniciam nesta quarta-feira (11) em Manaus. As aulas são voltadas ppara quem tem interesse em investir no aprimoramento pessoal e profissional, ou apenas conhecer melhor uma área de interesse dentro do universo do conhecimento. Os cursos acontecerão até esta sexta-feira, 13/07, nos turnos matutino, vespertino e noturno. Todos darão direito a certificado de horas complementares aos participantes. As inscrições podem ser feitas pela internet

Veja a relação de cursos abaixo.

– Plano de Negócios

– Isolamento de Microorganismos”

– Marketing para o século XXI

– Neuropsicologia da Atenção – aula no Laboratório de Anatomia

– Primeiros passos com o arduíno

– Economia Domestica

– Carreira e Liderança

– Inglês básico para iniciantes

– Mãos à obra: passo a passo para reformar o seu apê

– Ser designer é… passeando pelo mundo do Design

– Produção de vídeo para Mídias Sociais

 

 Quem não chora, não mama

No retorno dos trabalhos parlamentares da Câmara Municipal de Manaus, servidores de pelo menos sete secretarias municipais de áreas administrativas não específicas lotaram um auditório da CMM nesta manhã. A reivindicação é pelo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos funcionários não alcançados por tempo de serviço e formação.  Conforme a liderança do movimento são mais de 2 mil servidores que estão fora dos planos da Prefeitura de Manaus. “Vocês representam a única categoria não contemplada por PCCV”, declarou o presidente da CMM, vereador Wilker Barreto. Para o vereador Chico Preto, a prefeitura não reajusta o salário dos servidores por ser desorganizada. “Se a prefeitura fosse transparente e não gastasse tanto para promover a vaidade do prefeito as categorias já poderiam estar usufruindo dos benefícios reivindicados”, disse o parlamentar. De acordo com a CMM, o PCCV dos servidores está na secretaria de Finanças e caso chegue ainda esse ano será votado pela casa legislativa.

 Lengalenga do transporte

Em recesso desde junho, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) volta a debater as pautas previstas no primeiro semestre do ano. Temas como o reajuste salarial dos rodoviários, debates sobre o sistema de bilhetagem eletrônica, e esperada regulamentação dos serviços de transporte por aplicativos devem dominar as discussões na Casa a partir desta terça-feira (09). De acordo com o presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS), a prioridade é dar celeridade para a conclusão de projetos. “A CMM segue com ritmo que garanta a conclusão dos trabalhos com pautas zeradas e que priorize interesses da população”, disse, completando que tais demandas devem ser realizadas com a rapidez necessária, mas “sem açodamento”. Dentre as pautas a serem tratadas, Wilker ressaltou investimentos via governo federal e o transporte coletivo, afirmando que ambos “estão entre os temas importantes a serem consideradas pela Casa no segundo semestre deste ano”, enfatizou.  O vereador Chico Preto (PMN) também destacou a pauta do transporte público como “necessária” dentro dos debates na Câmara. “Nós já temos assuntos previstos para esse retorno até porque a cidade não parou. Para quem continuou trabalhando durante esse período, temos pautas, principalmente na questão do transporte público, sobre  o sistema da bilhetagem eletrônica que ainda não foi resolvido e que o  povo continua pagando”,  afirmou. Da mesma forma, o vereador do PMN também cobrou celeridade da prefeitura na entrega do projeto relacionado ao BRT (Bus Rapid Transit), outra alternativa do transporte público.

 

2018-07-11T10:43:48+00:00julho 11, 2018|Cidade|0 Comentários