Condenado por assassinar e jogar o corpo de sua ex-namorada com carro e tudo dentro do rio, o detento Mizael Bispo está processando uma juíza que o proibiu de sair da cadeia e passar o fim de ano nas praias da Bahia. O assassino de Mércia Nakashima quer R$ 100 mil de indenização por danos morais e mais o ressarcimento da passagem aérea que estava comprada. Mizael cumpre pena de 22 anos e oito meses.

A juíza Wania Regina Gonçalves da Cunha, da 2ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté impediu a saída dele da cadeia, baseada na primeira vez em que Mizael saiu e em vez de ficar no perímetro estipulado pela Justiçam foi a um Fórum pedir a liberação das suas armas apreendidas. A juíza não se manifestou sobre o processo.