A forte presença feminina nos sorteios tem sido uma constante desde o início da campanha de cidadania fiscal desenvolvida pelo Governo do Amazonas, por meio da Sefaz-AM

O 54º sorteio mensal da Campanha Nota Fiscal Amazonense (NFA), ocorrido nesta quarta-feira (12/02), premiou com R$ 75 mil cidadãos que colocaram o CPF na nota fiscal, no período de 1º a 31 de janeiro deste ano. A maioria dos sortudos é composta por mulheres. Dos dez ganhadores, sete são representantes do sexo feminino. A forte presença feminina nos sorteios tem sido uma constante desde o início desta campanha de cidadania fiscal desenvolvida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM).

“Como no cadastro dos participantes não há o item para especificar o sexo, não temos como apresentar um número fixo de homens e mulheres participantes. Mas temos percebido que elas são mais atuantes no ato de pedir a nota e persistentes ao colocar o CPF.

Em poucos sorteios, o número de homens suplantou o das mulheres. A coordenação fica extremamente feliz com a participação de todos, independente do sexo do concorrente”, destacou Augusto Bernardo Cecílio, coordenador da campanha da NFA.

Participaram do sorteio cerca de 210 mil pessoas. Foram geradas mais de 1,3 milhão de NFC-e, que totalizam mais de R$ 303 milhões em compras. O número de inscritos tem crescido conforme a população toma ciência da realização dos sorteios.

“Em um único dia, logo após o sorteio especial, cujo prêmio principal foi de R$ 50 mil, mais de mil pessoas se inscreveram na campanha. Um dos fatores que levou a esse crescimento é que a Sefaz-AM intensificou a divulgação dos nomes de todos os vencedores.

Diariamente, são sorteados cinco prêmios R$ 200 e um de R$ 1 mil, que muitos não tomavam conhecimento, mesmo estando relacionados na página da campanha na internet. Para evitar a perda do direito aos prêmios, que expira no prazo de 90 dias, a partir da data do sorteio, o setor de Comunicação da secretaria passou a dar destaque nas mídias da Sefaz-AM aos nomes dos vencedores diários”, pontuou o secretário de Fazenda, Alex Del Giglio.

Ganhadores

Foram sorteados com R$ 5 mil: Izaildo dos Santos Rodrigues, Mirian Vilar de Macedo, José Gabriel Teran Merlo, Victor Breno Almada Gomes, Fabíola da Silva Oliveira, Terezinha de Jesus Nascimento de Araújo e Mariane Bezerra da Cruz.

Ganharam R$ 10 mil: Maria Socorro de Lima Viana e Regiane Dias Alves. A grande vencedora desta quarta-feira foi Maria do Socorro da Silva Monteiro, que terá creditado na sua conta bancária, sem desconto algum, R$ 20 mil.

As entidades receberão prêmios à parte que equivalem a 40% do valor do prêmio da pessoa física, correspondendo a R$ 30 mil no todo. Ganharam R$ 2 mil: Associação Pestalozzi, Abrigo Moacyr Alves, Lar Batista Janell Doyle e a Associação de Apoio às Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais. O Abrigo Coração do Pai receberá R$ 4 mil; o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), R$ 6 mil e o Lar das Marias, R$ 8 mil.

Nota Premiada Manaus

O coordenador da Comissão Organizadora da Campanha Nota Premiada Manaus, auditor fiscal do município Armando Simões, participou do 54º do sorteio da NFA para esclarecer a diferença entre a iniciativa do Estado, que está em vigor desde agosto de 2015 com a campanha do município, que foi lançada em dezembro do ano passado.

“Participa da campanha do Estado, a NFA, quem pede notas que recolhem o ICMS. Por exemplo, quando a pessoa compra alimentos no supermercado ou em lojas em geral, estas notas recolhem ICMS, logo garantem a participação na campanha do Amazonas.

Para concorrer na Nota Premiada Manaus, deve-se pedir notas de serviços, como as expedidas por profissionais liberais: médicos, dentistas, cabeleireiros ou em estacionamentos como os de shoppings. Lembrando que para participar de ambas as campanhas é preciso se cadastrar nos respectivos sites”, explicou Armando Simões.

Busca Preço

As notas emitidas com CPF integram o banco de dados do Busca Preço da Sefaz-AM. Esta ferramenta virtual, disponibilizada na página da secretaria (www.sefaz.am.gov.br) possibilita a identificação dos preços praticados para os mais diversos produtos no Estado do Amazonas.

“Ao colocar o CPF, o cidadão municia a Sefaz-AM sobre as informações do preço, local de venda e período em que a compra foi efetivada. O Departamento de Tecnologia da Informação da Sefaz (Detin) compila esses dados, identificando do mais barato ao mais caro, além de apontar as empresas que vendem mais em conta que estão localizadas próximas de onde o usuário está digitando. Se a pessoa não souber chegar no local indicado, não há problema, porque a Sefaz-AM disponibiliza um mapa mostrando as vias de acesso”, esclareceu Rodrigo Albuquerque, chefe do Detin.