Uma operação realizada na última quarta-feira (13/03) pelas Polícias Militar e Civil do município de Coarí apreendeu armas, drogas e embarcação que eram utilizadas por uma quadrilha de piratas que aterrorizava moradores de várias comunidades na localidade. Durante a ação foram apreendidas 1 lancha equipada com um motor de 150HP, 5 Pistolas sendo uma delas pertencente à Polícia Militar, 2 Rifles, diversas munições de vários calibres, 2 balanças de precisão e várias porções de maconha. O Major da polícia militar Pedro Moreira, que é o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e coordenou a operação juntamente com o Delegado Barradas Júnior, informou que as investigações iniciaram a partir de informações repassadas pelos moradores que já não aguentavam mais serem vítimas de Piratas e ficarem sem seus pertences.

“Recebemos informações que um pirata identificado como Sidnei Rodrigues Moriz, o “Sid”, mantinha duas lanchas com motores potentes, várias armas de grosso calibre, munições e drogas, escondidas em uma comunidade distante daqui. Todo esse material estava sendo vigiado e guardado por “piratas” da confiança de “Sid”, identificados como “Edinho”, “Pretinho” e “Zulú”. Ao perceberem a presença da polícia eles fugiram pela mata e abandonaram tudo no local”, destacou.

Os policiais encontraram a lancha equipada com motor 150 HP Suzuki em uma mata de igapó nas proximidades da Comunidade. Em outro flutuante onde estavam alguns bancos que seriam da lancha apreendida, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 16, dois cartuchos do mesmo calibre, duas balanças de precisão, televisões, caixas de som, gandolas camufladas, vários recipientes para combustível e três botijões de gás. A polícia acredita que o local servia de QG dos piratas, onde estes escondiam seus materiais, armas e embarcações, faziam suas refeições e recebiam apoio logístico. Moradores de comunidades vizinhas que por medo de represálias preferiram não se identificar,  informaram que “SID” esteve algumas vezes no local. Estes informaram ainda que, “EDINHO”, “PRETINHO” e outros teriam saído cerca de cinco dias atrás na Lancha equipa da com motor 300HP para roubarem garimpeiros no Rio Jutaí e não tinham retornado.

Segundo informações do Comandante, em 2018 diversos moradores fizeram protestos junto a Colônia dos Pescadores de Coari/AM para reclamar das ações das quadrilhas de piratas de rio, que não estavam se limitando apenas a abordar traficantes, mas também, a roubar gêneros alimentícios, pescados, e produtos  agrícolas produzidos pelos ribeirinhos. Agora, os moradores do Rio Copéa e Solimões, terão mais tranquilidade no deslocamento até a sede do Município, complementou o Comandante.