PARINTINS É DESTAQUE NO SUL DO PAÍS

//PARINTINS É DESTAQUE NO SUL DO PAÍS

Artistas da cidade de Parintins são responsáveis em construir 12 carros alegóricos para 12º edição do Desfile Étnico Arte e Folclore da cidade de em Ijuí, no Rio Grande do Sul. O evento denominado União das Etnias de Ijuí ocorre de 11 a 21 de outubro.

O artista plástico Renilson Tavares, o Rell e Enisson Rodrigues, coordenam a equipe com Neto, Douglas, Thiago e Lene que fica até outubro quando o evento acontece. O projeto dos carros é baseado no tema que defendem os grupos que integram a Associação Tradicionalista Querência Gaúcha, que formam o mosaico cultural da União das Etnias de Ijuí e que realizam anualmente a Festa Nacional das Culturas Diversificadas (FENADI), e que são Símbolo e Patrimônio Cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

O evento é cheio de surpresas que permitem alimentar elos de identidade com um país, uma cidade, uma terra, uma cultura.

“ Fizemos parte do projeto em 2017, é fomos contratados novamente. É o Festival de Parintins aqui representado através da arte, o que sabemos fazer de melhor” disse Rell. O evento é estratégico para o fortalecimento das cadeias produtivas e seu relacionamento com os demais segmentos nas áreas econômica, política e tecnológica e cultural.

Fonte/Parintins Amazonas

 

 

 

Buscas por carioca continuam 

A turista carioca Michele Costa, de 30 anos, caiu na fenda da queda d’ água da Cachoeira do Santuário, em Presidente Figueiredo, a 127 km de Manaus no domingo, 8, e até esta quarta-feira, 11, seu corpo não tinha sido encontrado.

Já são três dias de buscas no local. O Corpo de Bombeiros encerra as buscas a noite e retorna pela manhã. A chuva que cai sobre a região também atrapalha nas buscas nas fendas por meio descida vertical de rapel.

Os bombeiros já verificaram a rede e estão fazendo buscas em superfície, mas até momento a vítima não foi localizada. O local em que a mulher caiu é de difícil acesso. Michele teria tirado uma selfie em um ponto alto da cachoeira e, na hora de voltar à margem, foi surpreendida pela cachoeira.

A Cachoeira do Santuário, onde a Michele desapareceu, fica no em uma Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) e possui 100 hectares. Por conta das belezas naturais, o local é muito procurado por turistas.

 

2018-07-11T13:25:50+00:00julho 11, 2018|Estado|0 Comentários