Policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia (DEP), situada em Humaitá, cumpriram na manhã desta terça-feira (3/12), por volta das 6h, mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável, em nome de um homem de 41 anos, que abusou sexualmente da própria enteada, uma criança de 10 anos. O crime ocorreu no dia 21 de novembro deste ano, no bairro Cristolândia, naquele município (distante 590 quilômetros em linha reta da capital).

 

De acordo com o delegado Mateus Moreira, titular da DEP Humaitá, a equipe de investigação chegou ao infrator depois que a mãe da menina compareceu ao prédio da unidade policial para formalizar a denúncia. Segundo o delegado, a mulher informou que já estava desconfiando do companheiro e, após constatar o que ele fez com a filha dela, resolveu registrar a ocorrência.

 

“Quando o infrator tomou conhecimento que a companheira dele tinha ido ao prédio da delegacia, ele empreendeu fuga da casa deles. Representei à Justiça pelo pedido de prisão em nome do indivíduo e a ordem judicial foi expedida no dia 29 de novembro deste ano, pelo juiz Charles José Fernandes da Cruz, da 2ª Vara da Comarca de Humaitá”, relatou o delegado.

 

Prisão – Conforme o titular da DEP, a equipe de investigação obteve a localização do homem e, durante diligências realizadas na manhã desta terça-feira (3/12), efetuaram a prisão do infrator em uma propriedade rural situada na comunidade Realidade, no Km 100 da rodovia federal BR-319.

 

Procedimentos – O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da DEP Humaitá, ele irá permanecer na carceragem da DIP, à disposição da Justiça