A prisão do ex-presidente Michel Temer caiu como uma luva para o atual presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), pois, a ação da operação Lava Jato ocorre em um momento de fragilidade do ex-juiz que simbolizava a operação, o hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

2º presidente detido

Em toda a história do Brasil, Michel Temer será marcado como o segundo presidente a ser detido após investigação na esfera penal. Luiz Inácio Lula da Silva foi o primeiro, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.

Temer, o destemido

O ex-presidente Michel Temer havia dito, em entrevista à revista Época em setembro do ano passado, que não tinha medo de ser preso. Perguntado sobre o assunto, disse que não havia feito nada de errado: “Por isso eu não tenho” [medo de ser preso].

Ninguém Merece!!!

  • Prisão de Michel Temer é destaque na imprensa internacional, meios de comunicação de diversos países repercutiram a notícia.
  • O ex-presidente foi preso como parte de uma ampla investigação sobre corrupção.
  • A prisão de Temer ocorre menos de um ano após a prisão do também ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva.
  • Na semana passada, a Lava Jato completou cinco anos. O aniversário da operação foi marcado por derrotas.
  • Raquel Dodge arquivou um pedido de suspeição contra o ministro Gilmar Mendes apresentado pelos procuradores da força-tarefa de Curitiba.