Na manhã desta quarta-feira (12), um prestanista de 52 anos, identificado como Ivan Pereira Damasceno, foi morto a pauladas dentro da residência onde ele morava no município de Iranduba, distante 40 KM da capital. O corpo da vítima foi encontrado em cima da cama e a casa estava toda bagunçada.

 

Quem encontrou o cadáver, foi um adolescente que era funcionário da vítima. Segundo o jovem relatou para os policiais da 8ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Iranduba, hoje pela manhã ele foi até a quitinete que fica na rua Igarapé, no Distrito de Cacau Pirêra chamar o patrão para trabalhar. Ao adentrar a residência ele encontrou o chefe morto em cima da cama.

 

O adolescente então pediu socorro ao locatário do imóvel que acionou a PM. No local os agentes ouviram outras testemunhas que contaram que a vítima quer morava sozinha era homosssexual e que teria chegado de uma viagem na noite anterior com dois homens. Além disso, eles afirmam ter ouvido barulhos durante a madrugada que supostamente vinha de dentro da casa onde o crime aconteceu.  Os moradores se mostraram bastante abalados, pois segundo eles Ivan era bastante querido e sempre solicito com os vizinhos. Eles revelaram ainda que o vizinho costumava receber jovens com quem se relacionava na residência e costumava guardar muito dinheiro em casa.

 

Os bandidos levaram alguns objetos pessoais, a polícia encontrou ainda um extrato bancário, mas não revelou o valor do recibo. O Departamento de Polícia Técnico-Cientifica (DPTC), esteve no local e confirmou que o motivo da morte foram as pauladas, em seguida a isso a equipe do Instituto Médico Legal (IML), fez a remoção do corpo. A Polícia Civil investigará o caso.