Repara! Essa já é uma reivindicação antiga dos trabalhadores pode ser votada no plenário do Senado na terça-feira (27): a autorização para saque integral do FGTS mesmo para quem pedir demissão. A proposta é da senadora Rose de Freitas (MDB-ES).

A parlamentar capixaba defende que o governo deixe de tutelar o trabalhador, que é o real dono do dinheiro: “Ninguém sabe melhor o que fazer com os seus próprios recursos do que o proprietário, que não precisa justificar a sua decisão, pois o dinheiro é dele”.

Atualmente, só tem direito a saque do FGTS quem é demitido sem justa causa e em casos específicos, como para a aquisição de imóvel, aposentadoria e fechamento da empresa.