Enquanto a crise entre Neymar e PSG não chega ao fim, a loja oficial do time francês deixou de vender itens esportivos que fazem qualquer referência ao jogador e retirou do estabelecimento os cartazes com o rosto dele. A atitude demonstra que, apesar da falta de consenso entre as partes, a saída do brasileiro do time é iminente.

Há pelo menos dois meses o atacante demonstrou a vontade de deixar o PSG. Neymar não foi relacionado para partidas recentes do time, e a torcida já deixou clara sua revolta contra o craque.  No último domingo, no jogo do PSG contra o Nimes, pela primeira rodada do Campeonato Francês, os gritos da arquibancada eram de xingamentos a Neymar. Alguns torcedores também levaram para o local faixas de protesto. Em uma delas, o recado foi direto: “Neymar, vaza daqui”.

Segundo o jornal “Le Parisien”, o time francês tem avançado na negociação para a venda de Neymar ao Real Madrid, mas há também especulações sobre a volta do atacante para o Barcelona.