A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) confirmou na segunda-feira, 10, que subiu para seis o número de casos confirmados de Doença de Chagas Aguda de Transmissão Oral no município de Uarini, distante 565 quilômetros de Manaus. Até o momento, três pacientes receberam alta médica no Hospital de Uarini e outros três seguem em tratamento na Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), em Manaus.

Segundo a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, a rede de assistência está sensibilizada para casos suspeitos, os microscopistas estão em alerta e os fluxos bem definidos tanto na assistência quanto na vigilância.

A Doença de Chagas Aguda de Transmissão Oral é uma doença infecciosa grave, causada por um protozoário conhecido por Trypanosoma cruzi, que é transmitido pela ingestão de alimento contaminado com os parasitas presentes nas fezes dos insetos vetores, chamados de barbeiros. O período de incubação, ou seja, o tempo que os sintomas começam a aparecer, a partir da infecção, varia de três a 22 dias na forma de transmissão oral.