Devendo R$ 8 milhões em contas de luz, fechado para hóspedes e lutando para não morrer na Praia da Ponta Negra, o Tropical Hotel Manaus anunciou uma medida de desespero e colocou para alugar o espaço da boate. O empreendimento que é considerado um cartão postal do Amazonas já demitiu 80% dos funcionários, fechou as lojinhas que vendem lembranças, mas segue afudado em dívidas que parecem impagáveis.

Desde a Copa do Mundo de 2014, 60 hotéis fecharam em todo o Brasil.  O País que foi sede também dos Jogos Olímpicos, em 2016, vive uma crise financeira que atingiu o setor, e Manaus, uma das sedes da Copa não ficou com nenhum legado turístico após o Mundial de futebol.  O valor do aluguel não foi informado. Os interessados devem procurar a direção no próprio hotel.