A polícia da província de Neuquén, na Argentina, revelou o motivo da briga entre brasileiros e argentinos que resultou num caso de lesão corporal num bar na última quinta-feira. O comissário Mauricio Troncoso, diretor da Divisão de Segurança Junín de los Andes, afirmou que tudo começou com uma conversa sobre o famigerado 7 a 1, quando o Brasil perdeu em casa para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo em 2014.

Na discussão sobre a partida de futebol, os ânimos ficaram exaltados e um dos brasileiros, identificado apenas como J.L.M., jogou um copo de vidro em um morador da região, que teve o nariz quebrado. Também houve troca de socos, informou o major. De acordo com o Ministério Público Fiscal da província, J.L.M. foi acusado por lesão corporal grave.

Representantes do Ministério Público solicitaram prisão preventiva para o brasileiro, alegando risco de fuga, mas o juiz que dirigiu a audiência rejeitou o pedido.