VITÓRIA EM BRASÍLIA

/, Fala Sério/VITÓRIA EM BRASÍLIA

Um mês depois de anunciar a decisão de golpear mortalmente a ZFM, cortando incentivos do Polo de Concentrados, o (des) governador federal junto com a canalha paulista e a raia do PT com aquela feição de coito interrompido, para tramar a derrubada dos incentivos da Zona Franca de Manaus, sofreram uma fragorosa derrota no senado, liderada pelos senadores Omar Aziz, Eduardo Braga e Vanessa Grazziotin.

 

Briga de bando

Quando pressentiu o estrago que causaria ao Amazonas o corte nos incentivos, nossos representantes trataram de se juntar com a intenção de defender nossos interesses contra a tramoia inconstitucional. A bem da justiça, deve-se ressaltar a participação de todas as forças de classes pelo bem do Amazonas. Faz tempo que não se via o Amazonas brigar de bando, tipo os gaúchos. Vencemos e vamos vencer na Câmara Federal.

 

Balançando o vil metal

 

O negócio agora do amazoquismo, o velho sistema de governo criado pelo Negão é esvaziar de vez com a ameaça árabe. O processo de sedução é mostrar os afamados R$ 96 milhões, nos cofres da Sefaz – oposto de 69, aquele que dá prazer vendo de cabeça pra baixo pra seduzir a volta para a colmeia dos antigos aliados. Esse tática se inspira na experiência estritamente pessoal,  do próprio Negão que já deu certo com o Dudu, Buchada, Omar, Arthur e toda torcida do Rio Negro. Só vai cair quem for muito leso.

 

Ninguém Merece!!!

 

A opção de Amazonino em apoiar dois candidatos ao senado é antiga e reflete a habilidade do dito cujo em blindar – a seu modo e perigosamente – a própria candidatura.

Assim procedendo, Amazonino mantém Rebecca no altar do senado e tenta chamar o ex-ministro Alfredo Buchada para seus braços, afastando-o de Omar numa aliança ameaçadora para as pretensões do governador.

Aos profetas do apocalipse da colmeia, que trabalham pela eliminação total da oposição – quanto maior melhor – não contem vitória antes das convenções.

O Negão sabe que vai haver rabo de arraia e cama de gato, sempre teve e sempre terá uma puxada de tapete em cima da hora.

 Quem viver, verá!

2018-07-11T13:46:01+00:00julho 11, 2018|Estado, Fala Sério|0 Comentários