Não precisa ser vidente ou ter uma lente de aumento para ver que apesar dos cortes e contingenciamentos necessários ao País, o governo de Jair Bolsonaro deu à Suframa e à Zona Franca um prestígio que há muito tempo não se via. Se é que já se viu antes. Levar a comitiva para Israel, apresentar o modelo para investidores internacionais, colocar um amazonense à frente das decisões da Suframa e manter-se informado sobre os destinos do Polo Industrial são demonstrações que não precisam de muitas palavras. Não é de hoje que a dupla coronel Menezes e capitão Jair falam a mesma língua sobre o futuro do modelo econômico amazonense.

ECONOMIA 

Ainda que haja ruídos na comunicação entre a bancada do Amazonas e o ministro Paulo Guedes, é importante lembrar que o capitão nunca perdeu o comando da tropa. E desde os tempos de campanha Bolsonaro prometeu dar atenção especial às necessidades do Amazonas, o que tem sido feito. Basta lembrar que o Governo Federal antecipou a campanha de vacinação contra a gripe no nosso estado, diante dos casos de mortes e contaminação. Isso jamais havia sido feito em Governos anteriores.

SEGURANÇA

Falando em prestígio, Omar Aziz capitaneou a comitiva amazonense que se reuniu com Sérgio Moro e ouviu do Ministro da Justiça o desejo de visitar Tabatinga e conhecer de perto os desafios de combate ao tráfico na tríplice fronteira. Com investimentos de R$ 20 milhões por parte do Governo Estadual, Omar defendeu para o Ministro da Justiça que o Governo Federal faça um investimento em tecnologia e prevenção. “Ele está cheio de boa vontade e isso nos anima”, garante Omar.

NINGUÉM MERECE

Depois de mais de um mês em greve, os professores resolveram voltar a dar aulas.

A essa altura o ano letivo já está prejudicado.

E os salários continuam baixos.

Vai entender!